Segundo um estudo norte-americano publicado na revista da Associação Médica Americana (JAMA) a 16 de Maio 2016, praticar exercício regularmente reduz o risco de desenvolver 13 tipos de cancro.

A investigação, realizada no National Cancer Insitute, dos Estados Unidos, analisou 1.44 milhões de pessoas dos 19 aos 98 anos, relacionando a atividade física com o desenvolvimento de 26 tipos de cancro. Os participantes foram seguidos, em média, durante 11 anos, um período durante o qual 187.000 novos casos de cancro foram diagnosticados.

Foi determinado que o risco de desenvolver cancro é 20% menor em pessoas mais ativas, comparadas com pessoas com uma atividade física pouco regular.

Os resultados apontaram para uma redução, em indivíduos ativos, do risco dos seguintes cancros: esófago (-42%), fígado (-27%), pulmão (-26%), rim (-23%), estômago (-22%), endométrio (-21%), sangue (-20%), cólon (-16%) e mama (-10%).

  • O caso de Portugal:

Segundo dados fornecidos à Agência Lusa pelo coordenador do Programa Nacional para a Promoção da Atividade Física, um em cada três portugueses não pratica qualquer tipo de atividade física. Como tal, um terço da população adulta corre o risco elevado de desenvolver não só cancro segundo os dados referidos acima – mas também doenças cardiovasculares, diabetes ou depressão.

Vamos mudar este padrão – começa já a mexer-te com regularidade, pela tua saúde!