O segredo para uma vida mais longa pode ser uma barra: o treino de força durante o envelhecimento reduz o risco de morte prematura, segundo um novo estudo da Penn State College of Medicine.

Os investigadores entrevistaram pessoas com 65 anos ou mais sobre seus hábitos de exercício físico e, em seguida, acompanharam-nos por 15 anos. Quase um terço dos participantes do estudo faleceu durante esse período.

Menos de 10 por cento dos indivíduos realizavam treino de força, mas esses poucos tiveram 46 por cento menos probabilidade de morrer durante o estudo em relação a todos os outros.

Claro, poderíamos dizer que as pessoas mais velhas que fizeram treino de força tinham um melhor estado de saúde inicialmente. Mas mesmo após o ajuste do IMC, condições crónicas como diabetes e hipertensão, hábitos como atividade física total, beber e fumar – o treino de força foi associado a uma redução de 19 por cento risco de morte.

O treino de força pode mantê-lo ativo e independente na terceira idade, diz a autora do estudo, Jennifer Kraschnewski, M.D. Não só fortalece os músculos, resultando em melhor resistência e equilíbrio, mas também aumenta a densidade óssea.

Em conjunto, esses fatores reduzem o risco de quedas e fraturas – principais causas de incapacidade para pessoas mais velhas.

Para além disso, vai queimar mais calorias ao longo do dia apenas por ter mais massa muscular no seu corpo, o que ajuda a manter um peso saudável.

 

Não pense que a sua idade é um impedimento para melhorar a sua qualidade de vida.

“Os adultos mais velhos têm uma capacidade de criar força semelhante aos jovens, ao efetuar simples rotinas de treino de força”, diz a Dra. Kraschnewski.

– http://www.menshealth.com/fitness/lifting-weights-helps-you-live-longer